Fui morar na roça

Mostrando postagens com marcador Gilka Machado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Gilka Machado. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Ser mulher,

Ser mulher, vir à luz trazendo a alma talhada 
para os gozos da vida, a liberdade e o amor,
tentar da glória a etérea e altívola escalada,
na eterna aspiração de um sonho superior...
Ser mulher, desejar outra alma pura e alada
para poder, com ela, o infinito transpor,
sentir a vida triste, insípida, isolada,
buscar um companheiro e encontrar um Senhor...
Ser mulher, calcular todo o infinito curto
para a larga expansão do desejado surto,
no ascenso espiritual aos perfeitos ideais...
Ser mulher, e oh! atroz, tantálica tristeza!
ficar na vida qual uma águia inerte, presa
nos pesados grilhões dos preceitos sociais!

Gilka Machado